Toda a criação louva a Deus



Versículo-chave: “Louvem eles o nome de Jeová, Porque ele mandou e foram criados.”
—Salmo 148:5, TB

Versículos selecionados:
Salmo 148:1-14

NOSSAS LIÇÕES este mês, que se concentraram em louvar a Deus, revelaram importantes verdades bíblicas a respeito de seu amor especial pela humanidade. As Escrituras mostram que a primeira criação de Deus foi seu Filho unigênito. Seu filho obediente então foi usado como o instrumento para criar todas as outras coisas, sob a direção de seu Pai Celestial. Com grande destaque entre as coisas criadas por Deus estavam nossos primeiros pais, Adão e Eva, que foram especialmente abençoados por receber o domínio sobre todas as outras criações terrenas. — Salmo 8:3-9

Nessas lições, vimos também que Deus elaborou um plano para abençoar toda a humanidade pelo sacrifício de seu Filho unigênito. Por meio dele, o preço da redenção foi fornecido para toda a humanidade, para que pudessem ser libertados da maldição da morte provocada pela desobediência de Adão. (João 3:16, 17; Rom. 5:12-19) Incluído no plano de Deus estava também a provisão para escolher uma classe especial chamada de “noiva de Cristo” para ajudar a conceder essas bênçãos em um reino vindouro sobre a Terra. (Apo. 21:2-4) Deus fez provisões especiais para ajudar esses chamados a desenvolverem um caráter semelhante ao de Cristo durante a presente Era Evangélica.

A lição de hoje, tirada do Salmo 148, refere-se não apenas ao homem louvar a Deus, mas também a como é apropriado que toda a criação faça o mesmo. Nos cinco primeiros versículos, vemos que as hostes angélicas são instruídas a darem louvor. Os anjos conheceram o Filho de Deus em sua existência pré-humana e, portanto, cantaram louvores quando este nasceu qual Jesus em Belém. (Lucas 2:13-14) À medida que observam o inteiro plano de Deus desdobrando-se até a derradeira conclusão, os santos anjos seguirão alegremente cantando louvores diante do trono de Deus por toda a eternidade. — Apo. 5:13; 7:11, 12

O versículo seis de nossa lição dá a garantia de que as criações de Deus estão ‘estabelecidas para todo o sempre’. Alguns têm negado essa promessa pelo ensino errôneo de que a Terra será destruída. As Escrituras, no entanto, confirmam em diversas partes a promessa de Deus mencionada nesse versículo. Um dos exemplos declara enfaticamente: “a terra para sempre permanece”. — Ecl. 1:4

Outros componentes da criação são mencionados no Salmo 148 como louvando a Deus. “Louvai ao SENHOR da terra, monstros marinhos e abismos todos; fogo e saraiva, neve e vapor e ventos procelosos que lhe executam a palavra; montes e todos os outeiros, árvores frutíferas e todos os cedros; feras e gados, répteis e voláteis; reis da terra e todos os povos, príncipes e todos os juízes da terra; rapazes e donzelas, velhos e crianças.” — vs. 7-12, ARA

O salmista resume o privilégio que toda a criação tem de louvar a Deus nos versículos 13 e 14: “Louvem eles [todos os mencionados nos versículos anteriores] o nome de Jeová, Porque excelso só é o seu nome, A sua majestade é acima da terra e dos céus.” Por fim, faz-se menção específica dos “santos” de Deus e de Israel como louvando a Deus. O Salmo conclui: “Ele exaltou o poder do seu povo, O louvor de todos os seus santos, dos filhos de Israel, povo chegado a ele. Louvai a Jeová.” Esperamos o tempo em que toda a criação louvará a Deus!




Tem perguntas? Deixe sua pergunta em nosso grupo do WhatsApp! 📱

Comentários

Postar um comentário

Obrigado por expressar sua opinião!

Postagens mais visitadas