É correto os santos usarem tabaco?



O TABACO não é especificamente condenado na Bíblia;  [R1849:183] embora o princípio de descartar toda coisa contaminada e abominável seja ensinado distintamente; e, portanto, todo cristão tem o privilégio de gastar tanto dinheiro com ele e comer e fumar tanto quanto ele sinceramente acreditar que lhe fará bem, física e espiritualmente, e resultará para a glória do Senhor — “Quer comamos ou bebamos, ou  tudo o que fizermos", deve ser feito com os olhos fitos na glória do Senhor. —1 Cor. 10:31; Col. 3:17; Mat. 6:22.

 

O Apóstolo diz (2 Cor. 7:1): “Tendo, pois, estas promessas, meus amados, purifiquemo-nos de toda a imundície da carne e do espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus”. Falando por mim mesmo*, e creio que este é também o julgamento de todos os cristãos fiéis que de alguma forma colocaram em prática as palavras do Apóstolo, eu diria que não consigo ver como seria para a glória de Deus, ou para seu próprio benefício,  um cristão usar tabaco em qualquer forma.  Aquele “que tem esta esperança em si, purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro.”  (1 João 3:3) Não podemos imaginar nosso Senhor cheirando a fumaça de tabaco ou colocando em sua boca algo que seja impuro. — A Torre de Vigia de Sião de 1 de agosto de 1895, página 183.

* Charles Taze Russell, o autor.

Comentários

Postagens mais visitadas